sexta-feira, 20 de setembro de 2019

Caímos no play action


Difícil falar sobre muita coisa após um dos jogos mais patéticos do Titans desde 2015, mas a verdade é que caímos no play action. Não falo do QB, que realmente viveu grandes momentos aqui e mostrou que tinha tudo para se tornar uma estrela. O que aconteceu com ele? Não faço ideia, mas é evidente que a era Mariota acabou. Ele tá quebrado, sem confiança e regredindo a cada jogo.

Nosso problema é que Jon Robinson vai continuar em Nashville por muito tempo, e isso é bem mais grave. Por conta dos resultados medíocres em campo, algo que a gente não via há muito tempo, acabamos caindo no conto de um GM mediano/fraco, que desperdiçou uma ótima oportunidade de transformar essa franquia. Seja no draft ou na free agency, ele errou muito mais do que acertou, e estamos pagando por isso. O elenco segue com buracos enormes, a comissão técnica não parece enxergar como a NFL funciona e a torcida já abandonou o barco. Mais uma vez, vamos passar o ano com o pior sentimento que possa existir: torcer para o time perder. 

A maldição da vitória convincente na primeira semana continua. Que venha mais um 3-13.

TitanUp!

quinta-feira, 19 de setembro de 2019

A realidade vem junto com o Setembro ... Titans 17 x 19 Colts

Deixa eu esclarecer uma coisa ... Esse é um blog de torcedor, estamos aqui desde 2007, às vezes trazemos alguma informação, de fato, importante, mas a maioria das coisas escrita aqui são apenas opiniões sobre sentimentos superlativos de torcedores, não temos compromisso com a razão, sim com a paixão! Então se você me perguntasse, sábado, antes do primeiro jogo da temporada quantas vitórias o Titans teria esse ano, a resposta seria fácil demais: "16" ... Mas Setembro chega, e com ele a realidade:

"O Titans é um bom time. Não um grande time!"

Ainda estou nervoso com o jogo, não consegui assitir muitas vezes, por que é tanto erro idiota que a pressão sobe, não faz bem à minha saúde! Vou tentar analisar alguma coisa com as duas ou três revisões que fiz ao jogo.



Time de Especialistas, foi bem na maior parte do tempo, entretanto, o nosso Cairo Santos perdeu um field goal de 44 jardas, evidentemente isso não é a causa de derrota, mas não importa se você é um kicker profissional americano, canadense, australiano, brasileiro ou celestial, tem que fazer o FG, ainda mais num time como o Titans que tem seus placares apertados na maioria dos jogos, se você não é um K confiável entre 35 e 50 jardas na NFL, provavelmente, ficará sem emprego logo. Torço pelo Cairo, de verdade, mas torço mais pelo Titans, então, amigo ... Tem que fazer o FG!

Defesa, foi bem, deixou Brissett em cheque na maioria do tempo, deu um boa limitada nas ações do Malon Mack, entretanto tomou um big play de corrida que definiu o jogo. Particularmente tenho visto Evans e Brown os In Side Line Backers (ILBs) lerem os gaps de corrida e atacando diretamente os mesmos, quando se lê corretamente é sucesso, mas temos perdidos algumas leituras e isso, normalmente, se torna first down ou uma big play como foi a do Wilkins ... Outra coisa que está irritando é a quantidade de vezes que os CBs estão sendo queimados, nenhum torcedor do Titans esperava que os CBs tomassem tantas queimadas ... em fim, a defesa está bem, entretanto, eu achava que essa seria uma defesa top 5, a realidade é que ela é um pouco pior que isso ...

Ataque, é o grande problema do Titans hoje, na verdade, acho que são dois os problemas do ataque:
1 - A OL está baleada: estamos jogando com 60% dos titulares, Lewan faz muita falta e a ausência dele acaba afetando o jogo do Stafford, contratado prá ajudar a resolver o problema do miolo da OL juntamente com Kevin Pamphile, o outro guard titular, que, como Lewan, está machucado. Fato é que existe muita penetração pelo centro da OL bem como no lado esquerdo da OL. Precisamos arrumar isso, ou o ataque não vai produzir muito mais do que produziu com passe nos últimos jogos (sim fomos mal com passes e, principalmente terceiras descidas, contra o Browns também).
2 - Mariota - Fato, é decepcionante a atuação do MM8, e pior ainda é sua inconsistência por que não sabemos que dia ele vai jogar como um veterano ou quando jogará como um calouro, que foi o caso aqui ... tem um monte de jogadas nas quais ele teve tempo para lançar a bola, e simplesmente não fez as leituras corretas. Mariota perdeu arremessos em conceitos simples que times de segunda divisão no Brasil usam  tranquilamente ... não achou Davis aberto o dia inteiro, perdeu uma série de arremessos no Walkers e parece ignorar a presença de Humphries. Não olhou para as rotas de Check Down (rota de desafogo usada quando tudo dá errado). Em dois jogos foi sacado 8 vezes, ele parece não ter desenvolvido o relógio interno que diz ao QB "hora de me livrar da bola!" o resultado são esses sacks e conversões difíceis de terceira descida ... Sempre torci para Mariota ser a solução para o Titans, afinal estamos procurando um desde 2006, mas começo a pensar que ele não o é.

Técnicos, o planejamento do ataque foi horrível! Plano medroso! Chamadas de ataque duvidosas. Mariota não sendo orientado sobre quando fazer o spike (jogar a bola no chão para parar o relógio), não indo para quarta e uma jarda em momento decisivo. Não ajustar o ataque ... e por aí vai ... Se você quer sofre mais, aqui vai um estudo do site www.musiccitymiracles.com sobre as oportunidaes perdidas pelo Titans https://tinyurl.com/y4aulcbd ...

Detalhe foi o jogo de aposentadoria das camisas dos grandes Steve McNair e Eddie George! Que belo presente ...

Hoje jogamos contra o Jaguars ... e, claro, até 22:00 me animo com o jogo, entretanto, se o time não jogar o mínimo, será uma longa temporada e o projeto da diretoria "De um bom time para um grande!", continuará sendo uma falácia, como todos os demais torcedores acreditam ...

Nem sei se posso dizer ...

Go Titans


segunda-feira, 9 de setembro de 2019

Setembro sempre chega! Titans 43 x 13 Browns

Para o bem ou para alegria ou sofrimento, que preferimos em detrimento a falta de futebol americano, Setembro sempre chega. E, dessa vez chegou trazendo alegria!


Pouca gente fora do pequeno círculo de torcedores do Titans acreditavam nessa vitória, mas ela veio. Claro, vão dizer que as faltas mataram o Browns, e realmente elas deram uma boa contribuição, entretanto, vencer na NFL faz parte de um pacote maior do que acontece em campo, e, normalmente, excesso de faltas aponta para um coach staff que não está fazendo o seu trabalho da melhor maneira. Fato é que, vencemos!

Foi um jogo de futebol complementar, defesa, ataque e time de especialistas jogaram bem e, embora o placar tenha sido favorável, existe trabalho a fazer nas três fazes.

O time de especialistas não comprometeu nos retornos. Cairo Santos foi bem nos pontos extra e field goals, teve um bom desempenho nos Kickoffs também. O destaque fica para Brett Kern, com excelentes chutes que posicionaram bem a defesa durante todo o jogo.

O Ataque demorou um pouco a engrenar. Jogando contra uma defesa bem agressiva foi paciente e aproveitou a maioria das oportunidades geradas pela defesa. A OL estava jogando contra dois titulares e isso muita falta, Mariota foi sacado quatro vezes e houveram diversas corridas negativas por conta de serem dominados na frente. Aqui, acho que vale colocar a influencia do novo coordenador ofensivo Arthur Smith - ele procurou quebrar a agressividade da defesa do Browns com screens, tentou algumas antes de acertar uma, onde Mariota encontrou Derrick Henry que levou a bola por 75 jardas. Arthur Smith parece ser bem querido e fez um excelente trabalho determinando as jogadas a serem executadas, pude observar jogadas que foram implementadas ano passado (como a primeira recepção do calouro AJ Brown, que por sinal fez um excelente jogo), e algumas de que ele mesmo implementou como o segundo TD num passe para o Delanie Walker acho que esse OC pode ser bom.

A Defesa foi o ponto alto, como poderíamos prever. Depois da primeira campanha do Browns, o grupo comandado por Dean Pees, atormentou Baker Mayfield o tempo inteiro, evidentemente, quando se joga contra um ataque tão talentoso como o do Browns ser queimado em algumas jogadas é uma certeza. Pees fez bons ajustes e os Brown contribuíram com um monte de faltas ... no fim nossa defesa jogou muito bem. O pass rush ainda não está lá em primeiras e segundas descidas, os OLBs Sharif Finch e Harold Landry estão no segundo ano, e vão aprender muito do monstro Cameron Wake, que foi utilizado apenas em jogadas óbvias de passe, e, acabou com o jogo, tudo ali foi perfeito, a quantidade de snaps e os snaps nos quais foi utilizado, a secundária cobrindo por tempo necessário e o QB adversário não aguentou, foram cinco sacks (dois e meio do Wake), três interceptações fora o baile.

Foi bom, estamos de volta! Vamos ao próximo jogo contra Colts.