sábado, 15 de setembro de 2018

O caos na Flórida


Muitas coisas podem dar errado em um jogo, e quase todas aconteceram na partida de SETE horas entre Titans e Dolphins, em Miami. Ninguém se deu ao trabalho de pesquisar, mas eu me arrisco a dizer que nenhum HC teve uma estreia tão turbulenta quanto a do Mike Vrabel. Sob o comando de Mike Mularkey, as contusões não foram um fator de preocupação para a nossa torcida. Nem sempre a sorte está com você, isso é meio óbvio, mas o acaso não precisava cobrar as suas dívidas com tanta rigidez.

Se estivesse vivo, Nelson Rodrigues escreveria que o Sobrenatural de Almeida escolheu o Titans como sua equipe em 2018. Antes mesmo do início da temporada, nós perdemos o safety Jonathan Cyprien. Também no training camp, Rashaan Evans e Harold Landry se machucaram. Ambos os calouros não viajaram para a Flórida. Nos gramados do estádio Hard Rock, foi a vez do ataque sofrer com lesões. Hits desleais tiraram Marcus Mariota e Taylor Lewan da partida. Achou pouco? Faltando poucos minutos para o fim da peleja, Delanie Walker sofreu uma gravíssima lesão que pode ter encerrado a sua carreira. Porra, Sobrenatural de Almeida!

Apesar dos percalços, o Titans vinha fazendo um jogo decente contra o Miami. Não era absurdo pensar em vitória, mas em um certo momento do confronto, a minha preocupação era saber se a gente teria jogadores suficientes para permanecer na partida. Sem exagero, em um curtíssimo intervalo de tempo, foram receberam atendimento médico Mariota, Lewan, Adoree’ Jackson e Wesley Woddyard. Junto a tudo isso, o jogo sofreu duas paralisações de duas horas. O Dolphins garantiu a vitória quando restavam poucos minutos para o início do Sunday Night Football.

Acompanho o Titans desde 2000. Foram muitas derrotas vexatórias nesse período, mas nada tão frustrante quanto essa estreia. Lesões fazem parte do esporte, isso eu entendo perfeitamente, mas perder Mariota e Lewan por jogadas maldosas em que nem falta marcaram
foi muito revoltante. Mais tarde, quando o Titans empataria o jogo, ainda anularam de forma bizarra um grande TD do Derrick Henry. Volto a dizer, é difícil você encontrar um dia em que o Sobrenatural de Almeida atazanou tanto assim uma.

Titans viajou até Miami para enfrentar os Dolphins, mas acabou tendo que encarar o CAOS.

Um comentário:

REI disse...

Pra variar; Meteram a mão!!!!